Como e onde melhor procurar uma palavra?

Pois bem, imagina você estar em dúvida sobre a correta grafia de uma determinada palavra e faz o quê?
(A) Procura no Google.
(B) Procura num dicionário eletrônico.
(C) Procura num dicionário impresso.
(D) Consulta um Vocabulário Ortográfico.
(E) Escreve errado mesmo e que se danem os outros.

Se você respondeu (E), muito bem... suas chances de conseguir um emprego razoável são mínimas... "Mãs" se respondeu (A), vai demorar um pouco, ou não, pois homônimos podem ter duas ou mais formas de escrita. Recorrer às opções (B) e (C) podem dar mais resultado, pois, ao mostrar uma entrada e seu respectivo significado, pode-se saber com maior precisão qual a grafia é a correta e adequada à ocasião. Procurar uma palavra em Vocabulários Ortográficos só é recomendado quando se tem certeza absoluta da diferença de significado entre duas palavras ou quando só há uma única semântica para aquela entrada. 



"O sistema de busca do Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa, quinta edição, 2009, contém 381.000 verbetes, as respectivas classificações gramaticais e outras informações conforme descrito no Acordo Ortográfico. As divergências entre o VOLP impresso e a versão online resultam, quase sempre, de ter  esta última incorporado as correções publicadas em suplemento, com as alterações feitas após a 5ª edição." (Retirado do site da ABL "linkado" abaixo)



Exemplificando o disposto acima, temos:
Um usuário quer saber sobre a palavra "Carinho"; ao digitar no buscador, aparecem os seguintes dados:

carinho s.m.
carinhosa s.f.
carinhoso (ô) adj.; f. (ó); pl. (ó)

As informações dadas não se referem ao significado de carinho e sim as possibilidades de ocorrência do termo solicitado. Note-se que "carinhosa" aparece por conter o termo "carinho", outra informação que é listada é a Classe Gramatical das palavras listadas. Essa lista extensa de palavras com indicação da sua categoria morfossintática e das suas peculiaridades de flexão, quando existem. “Se o VOP, ou VOLP, não tem o significado, de que adianta? Bom, meu caro "padawan", um dicionário tem de apresentar a grafia correta de uma dada palavra para apresentar seu significado, então no dia em que você resolver escrever um Dicionário da Língua Portuguesa já sabe onde procurar... "Mais, Paulo, ainda não to veno pra 'quê' serve esse livru, o que eu fasso?" Olha, amiguinho... no dia que você precisar, você saberá...
Mas respondendo a pergunta do título, a melhor forma de procurar é num dicionário. Seja impresso ou eletrônico, além de mostrar a grafia correta ainda dá pistas se é aquela palavra que você necessita. Há vários tipos de dicionários: 

Dicionários Gerais da língua → Aqueles mais comuns, extensos ou com adaptados a uso escolar, possuem um grande número de palavras, definidas em seus vários usos e significados. Estes são os mais comuns por serem de fácil manuseio e maior aplicabilidade no cotidiano.
Dicionários Etimológicos → São os que apresentam a origem (nos mais variados idiomas) das palavras através de sua formação e evolução. Normalmente utilizado em textos que buscam ressaltar a origem de uma dada palavra para que se observe como era compreendida e suas implicações semânticas.
Dicionários de Sinônimos e Antônimos  Definem o significado das palavras mediante paridade de significado ou afinidades e significados opostos. Muito utilizado por escritores de romances, novelas, contos, etc.
Dicionários Analógicos → Reúnem as palavras por Campos Semânticos, ou por analogia de ideias. Frequentemente não apresentam as palavras em ordem alfabética e sim por blocos semânticos.
Dicionários Temáticos → Organizam vocabulários específicos de determinada ciência, arte ou atividade técnica. Exemplos: Dicionário JurídicoDicionário de Comunicação, etc. Excelente em produções específicas como petições, memorandos, entre outros.
Dicionários de Abreviaturas → Como o nome já diz, apresentam uma lista de abreviaturas e siglas. Idem aos temáticos.
Dicionários bilíngues ou plurilíngues → Explicam o significado dos vocábulos estrangeiros e suas correlações com os vocábulos nativos. Muito usado em curso de língua estrangeira e produções que relacionam palavras estrangeiras e vernáculas sem que essas sejam estrangeirismos.

Além dos dicionários citados, temos outros que atendem a diversas finalidades como questões de uma língua, de frases feitas, de provérbios, de gírias e expressões regionais, etc... 


Dicionário não é pai dos burros, burro é quem não consulta um dicionário!



Guimarães Rosa: O Mágico do Reino das Palavras - Mestres da Literatura - TV





Episódio da série "Mestres da Literatura" que mostra a vida de Guimarães Rosa, escritor que também foi médico e diplomata. O programa mostra narrações de trechos de textos consagrados do autor, como Grande Sertão: Veredas, Sagarana e Tutaméia.


Fonte: TV Escola

Postagens populares