sábado, 6 de junho de 2015

Fobias e algumas implicações

Fonte: 
hand_SRB 1
art SRBichara
Fobia ou Phobia (do grego Φόβος, "medo"), em linguagem comum, é o temor ou aversão exagerada a situações, objetos, animais ou lugares. Na mitologia grega Phóbos era o filho de Ares (deus da gerra) com Afrodite (deusa do amor), ele era irmão de Deimos (deus o pânico, pavor) de Harmonia (deusa da harmonia). Sua figura está associada ao medo e o temor que acompanha Ares nos campos de batalha, sua presença imobilizava os inimigos nas batalhas.
Durante muito tempo, fobia foi tida como doença psicopatológica fazendo parte do espectro dos transtornos de ansiedade com a característica especial de só se manifestar em situações particulares. Clique aqui para ver uma lista de A a Z com algumas das principais fobias.



Fobias de A a Z

Essa é um "pequena" lista com as principais fobias:

A
Abissofobia — medo de abismos, precipícios;
Ablepsifobia — medo de ficar cego;
Ablutofobia — medo de tomar banho;
Acarofobia — medo de ter a pele infestada por pequenos organismos (ácaros);
Acerofobia — medo a produtos ácidos;
Acluofobia — medo ou horror exagerado à escuridão;
Acrofobia — medo de altura;
Acusticofobia — medo relacionado aos ruídos de alta intensidade;
Aeroacrofobia — medo de lugar aberto e alto;
Aerodromofobia — medo de viagens aéreas;
Aerofobia — medo de ventos, engolir ar ou aspirar substâncias tóxicas;
Aeronausifobia — medo de vomitar (quando viaja de avião);
Afobia — medo da falta de fobias;
Agliofobia — medo de sentir dor, sinônimo de algofobia;
Afefobia — medo de ser tocado;
Agorafobia — medo de lugares abertos, de estar na multidão, lugares públicos ou deixar lugar seguro;

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

A Língua Portuguesa

“Era uma vez, um pedacinho no meio do nada”, ou melhor, na beira do nada.
Península Ibérica, século III d.C., o domínio romano no mundo (entenda-se como Europa e Norte da África) começou a se estender em direção ao Oceano Atlântico e mais uma região é anexada ao Império. No século V, o Império do Oeste começa a ruir por invasões bárbaras e sua dominação política e militar se enfraquece gradativamente nas extremidades do grande Império Romano do Ocidente.